Limpeza de pele: Saiba tudo! Dói? O que é? Benefícios, passo a passo e mais!

Provavelmente você já ouviu falar em limpeza de pele em algum momento, mas será que entende sua importância?

A pele vive exposta a diversos fatores que propiciam o acúmulo de “impurezas”, como problemas ambientais e oleosidade. Ao garantir uma higienização profunda, o procedimento é um grande aliado na manutenção da saúde e da beleza da pele.

Nesse post você descobrirá o que é a limpeza de pele, para que serve, os benefícios de fazer, o passo a passo, as indicações e contraindicações, quais cuidados tomar após e quando repetir o processo. Confira!

O QUE É LIMPEZA DE PELE E PARA QUE SERVE

A limpeza de pele é um procedimento estético que tem o objetivo de extrair os comedões, os popularmente conhecidos cravos. Existem dois tipos de comedões, os abertos e os fechados.

Os cravos pretos são abertos e ganham esta coloração devido a obstrução causada pelo excesso de sebo e de células mortas no local, já os cravos brancos são fechados e também são afetados pela obstrução, mas se encontram debaixo da pele, por terem uma abertura menor que impede sua oxidação.

Quanto ao milium, trata-se de um pequeno cisto na pele que é originado devido ao excesso de queratina.

INDICAÇÕES E BENEFÍCIOS

Como seu foco é remover as impurezas, o procedimento é indicado para todos os tipos de pele, não se restringindo as peles oleosas.

É comum que a limpeza de pele seja feita no rosto, mas a produção de sebo da pele oleosa quando excessiva, pode se manifestar nas costas, colo e peito, além do rosto, o que torna o tratamento indicado para estas regiões também.

É indicado que se faça a limpeza antes de alguns procedimentos estéticos, como o peeling químico por exemplo, pois auxilia a uniformizar a pele e intensifica a penetração do ácido, além de potencializar os resultados de diversos outros tratamentos dermatológicos.

Visto que todos estamos expostos diariamente a fatores externos como a poluição e fatores internos como más escolhas alimentares, estresse e variações hormonais, a limpeza de pele acaba se tornando uma medida em prol da saúde desse órgão, além de melhorar sua aparência e aspecto.

CONTRAINDICAÇÕES

Não se recomenda a limpeza para peles muito sensíveis, que descamam e ficam facilmente avermelhadas ou irritadas ou que podem desenvolver alergias.

Peles recém bronzeadas também devem evitar o tratamento por se encontrarem em um estado mais frágil, suscetível a manchas caso entrem em contato com substâncias agressivas.

A limpeza de pele em mulheres grávidas deve ser avaliada com critério pelo médico dermatologista. Caso o tratamento venha a ser realizado, deverá ser feito de maneira mais superficial e com a menor quantidade de produtos químicos. Lembrando que nesse momento a pele está mais predisposta a produzir manchas.

PASSO A PASSO

O processo deve ser realizado em clínicas dermatológicas, sempre por um profissional esteticista capacitado, e de preferência sob a supervisão de um médico dermatologista. O processo conta com as seguintes etapas:

  1. Assepsia da pele

A primeira etapa é a de higienização da pele, que é feita com loções desengordurantes, adequadas ao tipo de pele do paciente. Retira-se todas as impurezas superficiais como cosméticos e maquiagem, deixando a pele preparada para o próximo passo.

  1. Esfoliação

Na esfoliação, produtos de efeito abrasivo são aplicados para remover as células mortas e afinar a camada superficial da pele, de modo a auxiliar na extração dos comedões. A esfoliação deve ser feita com delicadeza, em movimentos suaves e circulares. Também pode ser utilizada uma abrasão física através do peeling de diamante, como utilizado em nossa clínica.

  1. Extração

A extração é a etapa mais longa de todo o processo. Começa com a pele sendo exposta a um vapor com gás ozônio, com a finalidade de dilatar os poros e tornar a pele mais hidratada.

Em seguida é a vez do vapor de água; a pele fica coberta por algodões embebidos em emoliente e exposta ao vapor por mais dez minutos.

A extração é feita manualmente e o profissional usará um instrumento específico denominado extrator para retirar os cravinhos. Durante esse processo, utiliza-se gaze ou algodão, de modo a evitar desconfortos e lesões.

Já o milium necessita de uma microagulha estéril para romper sua barreira e possibilitar a extração.

Para finalizar esta etapa, utiliza-se o aparelho de alta frequência, cujo efeito anti-inflamatório faz com que este atue como um higienizador e cicatrizante das microlesões.

  1. Massagem/Máscara

É o momento de acalmar a pele, aplicando produtos de efeito hidratante e calmante para massageá-la suavemente. A máscara que finaliza o procedimento deve agir de 10 a 20 minutos.

  1. Filtro solar

Como a limpeza deixa a pele sensível, é importante aplicar um protetor solar no paciente, para proteger e evitar manchas e queimaduras. É recomendado que o fator de proteção seja igual ou maior que 30 e que a textura seja adequada ao tipo de pele.

CUIDADOS PÓS LIMPEZA DE PELE

A pele fica sensível e propensa a irritação quando passa por este tratamento, demorando 48 horas para se recuperar. Neste período de 48 horas é aconselhado evitar a exposição solar e sempre utilizar um fator de proteção igual ou superior a 30.

Produtos de efeito mais agressivo como despigmentantes e ácidos ou produtos tópicos com componentes complexos ou hormonais costumam ser evitados, só sendo liberados com supervisão médica. A esfoliação também deve ser evitada na primeira semana após o procedimento.

Para auxiliar no processo de recuperação da pele são indicados produtos com efeito calmante e cicatrizante como águas termais. O uso de maquiagem e cosméticos são liberados após as 48 horas e desde que os produtos não sejam oleosos, pois podem obstruir os poros.

Uma rotina diária de cuidados é essencial para manter o resultado da limpeza de pele. Consulte um dermatologista para saber quais cuidados você deve ter com sua pele e qual rotina seguir.

A rotina comum de toda pele envolve limpeza, tonificação e hidratação duas vezes ao dia, normalmente pela manhã e à noite, usando-se produtos específicos para o tipo de pele determinado.

DE QUANTO EM QUANTO TEMPO A LIMPEZA DE PELE PODE SER FEITA

Uma nova limpeza de pele pode ser feita quando a pele estiver renovada. O que ocorre em um ciclo que dura em torno de 30 dias, dependendo da maturidade do órgão. Peles jovens se renovam mais rapidamente, enquanto as maduras demoram um pouco mais para completar o ciclo.

Os tipos de pele também influenciam na frequência, peles secas e normais podem dar um espaço maior na realização do tratamento, enquanto as mistas e oleosas podem precisar repetir em um período mais curto de tempo.

Consulte sempre um médico dermatologista para avaliação do seu tipo de pele, escolha dos melhores produtos e indicação do intervalo de tempo entre uma limpeza e outra.

A pele é o maior órgão do corpo humano e merece ser bem cuidada! O acompanhamento profissional é imprescindível para garantir sua beleza e saúde.

Lembrando que esse post tem a finalidade de trazer informações e responder dúvidas frequentes sobre a limpeza de pele, mas não substitui uma consulta médica!

Espero que o conteúdo tenha sido útil. Qualquer dúvida a respeito, deixe aqui nos comentários! Aproveita e me conta se você já conhecia as etapas de uma limpeza de pele, se já fez ou se pensa em fazer!

Abraços!

Dr. Fábio Gontijo

 

Veja também: Acne na mulher adulta
Saiba mais: Procedimentos estéticos
Gostou? Tem mais novidades aqui: InstagramFacebook

Fábio Gontijo - Doctoralia.com.br

CNPJ: 25.188.672/0001-01

Todos os direitos reservados a Clínica Fábio Gontijo. Desenvolvido por Agência Salt.